2 de maio de 2011

* João Paulo II é beatificado em Roma.


O Papa Bento XVI proclamou Beato, João Paulo II, seu antecessor, em uma solene cerimônia realizada na praça de São Pedro, no Vaticano. Cerca de um milhão de pessoas de todo o mundo participaram da celebração, informou a polícia de Roma. O polonês, Karol Wojtyla, foi nomeado PAPA em 1978 e morreu aos 84 anos em 2005.


João Paulo II foi proclamado beato às 10h38 (5h38 em Brasília), enquanto os presentes na Praça de São Pedro e nas ruas e praças adjacentes romperam em aplausos que duraram vários minutos, enquanto soava uma música sacra. A beatificação é a etapa anterior à canonização. O papa Bento XVI elogiou o novo beato por ter tido "a força de um gigante" para "inverter" a tendência da "sociedade, da cultura e dos sistemas político e econômicos" de abandonar o cristianismo. "Ajudou os cristãos de todo o mundo a não ter medo de serem chamados de cristãos, de pertencer à Igreja, de falar do Evangelho", disse.


Em sua homília, Bento XVI também explicou que decidiu acelerar o processo de beatificação por conta da grande veneração popular por João Paulo II. "Passaram-se seis anos desde o dia em que nos encontrávamos nesta praça para celebrar o funeral do papa João Paulo II. Já naquele dia sentíamos pairar o perfume de sua santidade, tendo o povo de Deus manifestado de muitas maneiras a sua veneração por ele. Hoje nos nossos olhos brilha, na plena luz de Cristo ressuscitado, a amada e venerada figura de João Paulo II. Seu nome junta-se à série de santos e beatos que ele mesmo proclamou durante os quase 27 anos de pontificado."
O papa leu a fórmula da beatificação: "Concedemos que o venerável servo de Deus, João Paulo II, papa, de agora em diante, seja chamado de beato e seja celebrado no dia 22 de outubro."


Logo após a proclamação do novo beato, um grande retrato de João Paulo II foi exposto na fachada da Basílica, sob os aplausos da multidão e o papa Bento 16 recebeu a relíquia que contém o sangue de Karol Wojtyla e a beijou.


O caixão de João Paulo II ficará exposto para a veneração dos fiéis no altar central da basílica e depois será colocado de forma definitiva na Capela de São Sebastião, ao lado da Pietà de Michelangelo.



A um passo da santidade

O milagre atribuído a João Paulo II para que se ele seja reconhecido como beato é a cura "imediata e inexplicável" da freira francesa Marie Simon-Pierre. Ela teria se curado do mal de Parkinson após orações e pedidos a João Paulo II.

 A beatificação o deixa a um passo da santidade. "Existe a possibilidade de que sua canonização seja realizada em breve", reconheceu neste sábado o cardeal Angelo Amato, prefeito da Congregação para a Causa dos Santos, que contou que chegaram "de todas as partes do mundo" registros de novos milagres atribuídos a João Paulo II.

Para ser santo é preciso ter intercedido em um segundo milagre, para o qual é aberto um novo processo, que em alguns casos pode levar séculos.

Fonte: UOL - Agências internacionais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este é um espaço para você interagir comigo.

Deixe aqui seu comentário.

Postar um comentário